Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Obras de referência Home > Obras de referência > PALAVRAS SEM FRONTEIRAS
PALAVRAS SEM FRONTEIRAS
Autor: Sergio Corrêa da Costa
EAN: 9788501056405
Gênero: Obras de referência
Páginas: 808
Formato: 15.5x23
Editora: Record
Preço: R$ 119,90
   

PALAVRAS SEM FRONTEIRAS Sérgio Corrêa da Costa Kitsch, karaokê, workshop, femme fatale, apartheid, crème de la crème, siesta, ombudsman, savoir faire, mise en scène, tête-à-tête, abat-jour, guerrilla, habeas corpus, carpaccio, croupier, mocassin, allelluia, pizza, elite, stop, allegro e à la folie. Em qualquer lugar do mundo, estas palavras e expressões fazem sentido, praticamente dispensando tradução. Reunidas por Sérgio Corrêa da Costa no livro PALAVRAS SEM FRONTEIRAS, integram um grupo de 16 mil vocábulos que viajaram por diversos continentes, resistindo ao tempo e às barreiras culturais. Obra única no gênero, PALAVRAS SEM FRONTEIRAS, leva o leitor à instigante viagem pelo histórico desses vocábulos. E vai além: Qual seria a língua de maior influência sobre as demais culturas? O francês - aponta o autor -, com uma ligeira vantagem sobre o inglês. Corrêa da Costa assinala ainda que as palavras francesas de domínio global exprimem, quase sempre, uma abstração. Em contrapartida, o inglês exporta expressões de ação. É o que explica a predominância das marcas francesas na diplomacia e as anglo-saxãs no terreno do esporte, explica. O latim vem em terceiro lugar como fonte de termos que ouvimos por toda parte. Praticamente todo o mundo faz uso de termos como exit, status quo, habeas corpus e in extremis. Durante o rigoroso trabalho de pesquisa, o acadêmico e diplomata Sérgio Corrêa da Costa utilizou como fonte não apenas obras literárias, mas principalmente a imprensa internacional, num total de mais de uma centena de jornais e revistas pesquisados, originários de 15 países e escritos em oito diferentes idiomas. Ao todo, a obra mergulha em 46 línguas e fornece 16 mil vocábulos. P.ALAVRAS SEM FRONTEIRAS recebeu prefácio de Maurice Druon, membro da Academia Francesa. Foi editada na França pela Éditions du Rocher e recebeu o Grand Prix 1999 da Fundação Prince Louis de Polignac.

Sergio Corrêa da Costa
...


Dicionário Escolar Webster s: Português - Inglês - Português
John Whitlam
R$ 42,90

English is not easy: a guide to the language
Luci Gutiérrez
R$ 14,90

Nova ortografia da língua portuguesa: Manual de consulta
Domício Proença Filho
R$ 89,90


Autor Carlos Minuano participa do talk show 'The Noite com Danilo Gentili'
13/07/2018
Saiba mais

Jornalista inclui canal 'Alexandrismos' em sua lista de favoritos
Alexandra Gurgel é citada como 'influenciadora do bem' por jornalista
09/07/2018
Saiba mais

Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais